Pesquisar

DUDU É BIO E COEVOLUTIVO

A domesticação é um processo coevolutivo (evolução simultânea de duas ou mais espécies), mutualístico (ambas se beneficiam), biocultural (exploração das relações entre a biologia humana e a cultura) e multigeracional (relativo a várias gerações). A domesticação acompanha a História da civilização (lobos em cães é o primeiro exemplo de domesticação reconhecido), sendo benéfica para o seu desenvolvimento, porém é extremamente prejudicial à natureza e à ecologia. A domesticação provoca uma seleção artificial de alguns seres vivos em detrimento de outros que o ser humano procura eliminar por considerar hostis à sua sobrevivência. A domesticação é um fator de redução da biodiversidade.  Segundo pesquisas realizadas por instituições norte-americanas, os peixes de aquário consistem nos animais de estimação mais populares do mundo. Em segundo colocado está o gato e em terceiro os cães. Não sabia a ordem: foi surpresa! Dudu (foto) é bio.  Um macho Fox Paulistinha. Amigo coevolutivo, companheiro mutualístico do pão com ovo de todas as manhãs e multigeracional veloz e bom de bola. Antes do Dudu nos “socializamos” com o Veloso (Cocker spaniel), com o Edmundo (Beagle) e mais recentemente com o Sansão (Poodle). Os dois primeiros craques - jogadores do Palmeiras - e Sansão - herói do sertão - que quando eu “uivava” corria de medo e se escondia debaixo da cama. Provavelmente uma fraqueza - minha, claro - erro de domesticação mal resolvida. Acontece.

09.03.2021