Picasso - "Pedaço de pele”, tela e tinta

“Pedaço de pele”, tela e tinta. Hoje aniversário de 139 anos de Picasso (Pablo Ruiz Picasso, 1881-1973) - gênio da pintura - que também foi poeta e dramaturgo. Escreveu: “No final de contas, todas as artes são apenas uma. É possível escrever uma pintura com palavras como é possível pintar sensações num poema.” Seus poemas - surrealistas e cubistas - são telas: “Pedaços de pele”, tela e tinta. Tudo junto e misturado: “...frigideira cheia de ovos com batatas com torresmos cobertos de pulgas e chocalhos a submissão ao ombro pobres e ricos levados pela tormenta sobre o trigo ardendo molhando sua camisa de granizo roupa suja...” Versos que parecem preparação de tinta no branco de uma silêncio impaciente e inesperado. Ocupação de vazios! Assim é a poesia de torresmos cobertos de pulgas.

25.10.2020