Pétrea é poesia!

Pétrea é poesia. Imutável e perpétua. É poesia pronta, que não pode, não deve, não sofre com as verdades, com as mentiras, com o temporal, com os interesses disso ou daquilo e nem com o antagonismo dos versos. É poesia! Quer mudar? Faça outra. Escreva uma nova. Reescreva-se. Outro algo qualquer e diferente. Pétrea - é pedra. É vocábulo das garantias individuais e do direito. Pétrea na poética é mãe. É genitora! Dela nascem as palavras, as escolhas, os deveres, os anseios, os medos, as paixões e as alforrias. É o que somos: regras de liberdade! Pétrea é poesia pronta. Imutável e perpétua. Igual morte.

09.11.2020