Das Direções Desdobradas


Das direções - abóbada! Palavras desocupadas! Observo de olhar: arco, detalhes, teto e cunhas. Até o nada do papel. Lenço dobrado. Traço - e sombras - do risco que punge. E pune! Versos do Eu labirinto. Talvez dor. Impressões de sangue? Tudo junto - demoradamente - na claraboia do céu. Espinhos ou estrelas da noite? Letras. Muitas. Aladas além do ar do azul. Clarificar o poema: ainda incerto. Lenço - agora - desdobrado do papel. Inteiro e pálido. Portal de iniciais? Sim. Bordado de duas letras. Talvez - inesperadamente - poesia.