Aspas na cabeça e caspas nas palavras!


Das citações. Aspas na cabeça e caspas nas palavras! Vírgulas dobradas? Não. Truque para não esquecê-las. São três as perdições: aspas, trema e circunflexo. O jeito foi criar “aloegos” e memorizá-los. Funciona. Caspas nas palavras = aspas. E o trema? Fácil. Treme-treme: mais não cai! E caiu. Hoje fora de uso do novo acordo ortográfico. Saudade do “u” untado. Dois pontinhos no céu. Estrelas: que, qui, gue e gui! E assim foi. Complicado mesmo foi o tal do “circunflexo” com caspas. Sofrido. Deu trabalho. O que temos: circun (em volta de) + flexo (que se dobrou; que sofreu flexão). Ferradura? Talvez. Laço? Fraco. Foi poetando Paul Géraldy que resolvi o imbróglio. Assim: Eu e você circunflexos! Ficou. Nunca mais esqueci - de lembrar - do chapéu. Na cabeça do você! Sem caspas.
27.06.2020