Travessia

Eu me vou em travessias! Memórias. Nelas sou viajante do tempo astral e das verdades do corpo de almas. Meu espírito carrega sopro de estrelas de luz, linhagens de vidas. Em algum lugar do amanhã: os destinos! O único. O momento passado do agora que não tarda no ano que se finda. É sempre assim que tudo acontece. Meus finitos! Meus segredos de noite de ano novo. Existe tristeza? Não. A cada partida o desapego e o melhor de mim.