Das Lutas sem Fim

Das lutas sem fim. Lutas que começam - perpetuam-se - e acabam todos os dias. Não sei o que pesa mais: o cansaço de um dia de luta, a luta em si – que dura o que nos é perpétuo ou o início de todos as lutas do dia. Dúvidas e Eu lá. Certezas e Eu presente. Eu ausente. Eu morte. Eu partido e em pedaços. Luta que Eu não me movimento para essa ou aquela guerra - das tropas do leão - que não são minhas, nem sua e muito menos nossa. Tão nossa das nossas culpas, nossas dívidas. Eu e as perdas, Eu e as demoras. Busco o amanhã e que nele tenha mais de tudo. Insônia. Sangue dos justos. Assim são as lutas pela vida e das vidas sem fim - também lutas - que não acabam nunca. Nunca Eu hoje, nunca Eu ontem, nunca Eu amanhã.