BILL GATES, COVID-19 E FAKE NEWS

 Bill Gates - fundador da Microsoft - anda sendo atacado e acusado nas redes sociais de ser o responsável pela Covid-19 e sua disseminação no planeta. Olha o que estão dizendo: Bill Gates "criou a Covid-19". Ele quer "despovoar a Terra" ou "implantar chips eletrônicos no povo". Essas são algumas das falsas afirmações compartilhadas diariamente por milhões de pessoas na internet. O acusam de conspiração: hipótese especulativa que sugere que uma ou mais pessoas ou até mesmo uma organização, pratica para causar ou acobertar, por meio de planejamento secreto e de ação deliberada, uma situação ou evento tipicamente considerado ilegal ou prejudicial. Pergunta: Quem promove - existe uma razão ou objetivo - e a quem interessa? Na web - depois de ampla pesquisa - encontrei de tudo. De difícil combate, as notícias falsas (fake news) ganham força em ambientes com baixos índices educacionais, sociais e culturais. O fenômeno das fake news não é recente e na história o que não faltam são exemplos predatórios. Com o advento da internet, ele ganhou muito mais força, a ponto de muita gente considerá-las uma praga. Hoje 75% das pessoas no mundo usam as redes sociais para se informarem e apenas, uma pequena parcela delas, os grandes veículos de comunicação e, em especial, as mídias impressas. Especialistas pregam a “alfabetização midiática” em massa. Dentro da realidade e da desigualdade - crescente e visível, principalmente depois da pandemia da Covid 19 - parece algo, no agora, quase impossível de se promover e se obter resultados positivos. Como garantir uma web livre e evitar que ela seja usada de forma criminosa?  Uma certeza: não podemos deixar que o legislador político - nem sempre honesto e de boa fé - crie limites à liberdade de expressão. Isso nunca! Ainda sem uma resposta inteligente: a quem interessa? Para Bill Gates, a pandemia mudará o mundo destas 7 maneiras drásticas: 1. As reuniões remotas serão normalizadas; 2. O software terá melhorado (e muito); 3. As empresas poderão adotar um escritório “rotativo”; 4. Escolheremos onde morar; 5. Você se socializará menos no trabalho e mais com seus pares; 6. As coisas não vão voltar totalmente ao normal por um bom tempo;  7. A próxima pandemia não será tão grave. Assim caminha a humanidade! 

27.01.2021