Meu Pedal dói

Meu pedal dói. Faz parte. Aproveito o desafio para navegar outras trilhas. Algumas estão novas e são desafiadoras. Outras não. São antigas e foram bastante pisadas por mim e por outros. Caminhar na mesma vontade não significa repetir ventos. O dia é outro. Adiante subo na bike e refaço o aro das outras distâncias. Quem me ama ensina sempre. E eu, desavisado de tudo, continuo no destino de mim mesmo. Capacete, luvas e óculos de sol. Quando falo com o coração a opção é escutar o eco das vontades. No momento estou encolhido de liberdades. Meu pedal dói. Qual das dores? Em algum lugar estou veloz e isso me basta. Eu acredito sempre!