Das Necessidades Físicas e Espirituais

Das necessidades. Físicas e espirituais. Quem precisa de mim? A carta que veio de longe, o pacote embrulhado com barbante, o bilhete no prego da praça, o aviso no feltro da escola, o cartaz do lambe-lambe no poste sujo, o batom no espelho do bar, o poema rabiscado no guardanapo do beijo, as linhas nuas do avião de papel, o barquinho náufrago na banheira alheia, o diário com garranchos e penas úmidas, o perfil dos cansados da noite, o encontro volátil do desejo, a tesoura cega de pontas, o pensamento de curvas além do tempo... Quem precisa de mim? A foto do álbum das dores, a liberdade do pássaro no voo, a sombra da rua escura em movimento, o silêncio desordenado de vozes e vento, o profundo desencontro do espaço infinito, o que somos da natureza frágil, as dúvidas do corpo tatuado, o relógio das horas partidas, o papel colocado por debaixo da porta... Quem precisa de mim? Das necessidades.