Mitologia Machista

Mitologia machista. Sísifo foi um enganador. Dos bons! Foi o único que conseguiu enganar Tânato, deus da morte e Hades, deus dos mortos. É considerado na mitologia grega o mais astuto de todos os mortais. Mestre da “malícia” e um dos maiores ofensores dos deuses. Sísifo foi condenado por Zeus e encaminhado para as mansões da morte. Ao se despedir da esposa (Mérope) fez um pedido: Não enterrem o meu corpo! Já no inferno, Sísifo reclamou com Hades da falta de respeito de sua esposa em não o enterrar. Então suplicou por mais um dia de prazo, para se vingar da mulher ingrata e cumprir os rituais fúnebres. Hades lhe concedeu o pedido. Sísifo então retomou seu corpo e fugiu. Depois de enganar por duas vezes a morte foi condenado a repetir eternamente a tarefa de empurrar uma pedra até o topo de uma montanha, sendo que, toda vez que estava quase alcançando o topo, a pedra rolava novamente montanha abaixo até o ponto de partida por meio de uma força irresistível, invalidando completamente o duro esforço despendido. Aqui com os meus ossos gregos: a culpada de tudo foi Mérope que não cumpriu os rituais fúnebres. Tânato e Hades os enganados. Sísifo - ainda no inferno - continua tentando o impossível: empurrar a pedra filosofal até o topo.