Da intensidade que é a Vida

Da intensidade que é a vida. Rápida, veloz e intensa! A poeta e dramaturga americana Edna St. Vincent Millay (1892-1950), primeira mulher vencedora do Prêmio Pulitzer, na categoria Poesia, em 1923, escreveu os versos: “Minha vela queima dos dois lados, ela não vai durar a noite inteira, mas oh meus amigos, ah meus inimigos, que bela luz ela dá!” Depois do poema “A Minha Vela” nenhuma brevidade da será igual. Insisto: viver é fazer da vida um poema sem- fim.