Avatar de ideias

Avatar de ideias. Yascha Mounk é um jovem cientista político germano-americano especializado em teoria política e democracia. É Professor Associado de Prática na Escola de Estudos Avançados da Universidade Johns Hopkins, em Washington DC. Hoje a FOLHA (A-17) publica o artigo “O pior está por vir” belíssima tradução da Clara Allain. Em resumo: Quanto mais tempo líderes populistas permanecem no poder, mais radicais se tornam. Inicialmente os populistas são limitados em sua capacidade de concentrar o poder nas próprias mãos. A partir do momento em que esses governos são reeleitos, essas limitações começam a desaparecer. O estado de direito fica ameaçado e o “clientelismo do poder” cresce. Democracias funcionam do equilíbrio de poderes e das coalizões (acordo político ou aliança interpartidária para alcançar um fim comum) sadias. Nas democracias “maduras” (Brasil tem provado ser uma, mesmo que aos trancos e barrancos) duas coisas não se explicam: reeleições e indicação de candidato ao poder travestido de outro.