O Ovo ou a Galinha

Se o nada absoluto tivesse existido não haveria nada além dele. Se o nada absoluto nunca existiu, ainda existiria. Se o nada absoluto nunca existiu, isso significa que sempre houve um tempo em que pelo menos alguma coisa sempre existiu. Qual seria essa “coisa” que teria sempre existido? Seria mais do que só alguma coisa ou apenas uma? Com que se pareceria essa tal coisa? Alguma coisa no começo de tudo sempre será soberana em relação à outra coisa que ela produzir. A alguma coisa existe por si só. A outra coisa, porém, precisa de alguma coisa para existir. É, portanto, inferior a alguma coisa, e sempre será assim, porque a alguma coisa eterna não precisa de nada. A alguma coisa é capaz de produzir outra coisa que seja semelhante a ela em alguns aspectos, mas – não importa o quê – outra coisa será sempre diferente dela em outros aspectos. A alguma coisa eterna sempre será soberana considerando o tempo e o poder. Desta forma, alguma coisa eterna não pode produzir um exemplar igual a ela mesma. Ela sozinha, sempre existiu. E sozinha pode existir independente de outras coisas.