Pesquisar

O PATINHO FEIO E O PRIMEIRO LIVRO INFANTIL IMPRESSO NO BRASIL

O poeta e escritor dinamarquês de histórias infantis H. C. Andersen (Hans Christian Andersen, 1805-1875), escreveu romances adultos, livros de poesia e relatos de viagens, mas foram os contos de fadas que o tornaram famoso. Entre 1835 e 1842, Andersen lançou seis volumes de Contos, livros com histórias infantis traduzidos para diversos idiomas. Ele continuou escrevendo seus contos infantis até 1872, chegando à marca de 156 histórias. No começo, escrevia contos baseados na tradição popular, especialmente no que ele ouvia durante a infância, mas depois desenvolveu histórias no mundo das fadas ou que traziam elementos da natureza. “O Patinho Feio” é o seu livro de maior sucesso. Foi publicado pela primeira vez em 11 de Novembro de 1843. O livro conta a história de um filhote de cisne que foi chocado no ninho de uma pata. Por ser diferente dos demais filhotes, o pobrezinho é perseguido, ofendido e maltratado por todos os patos e outras aves. Um dia, cansado de tanta humilhação, foge do ninho e durante a sua jornada encontra a sua turma e descobre que é na verdade um belíssimo cisne. A obra de Andersen, com ilustrações de Franz Richter, foi o primeiro livro infantil em quatro cores impresso no Brasil, pela Weiszflog Irmãos & Cia., no ano de 1915. Graças à sua contribuição para a literatura juvenil, a data de seu nascimento, 2 de abril, é o Dia Internacional do Livro Infantojuvenil e o mais importante prêmio internacional do gênero - Prêmio Hans Christian Andersen -, tem seu nome. Em 1872, H. C. Andersen, ficou gravemente ferido ao cair da sua própria cama e veio a falecer três anos depois, aos 70 anos de idade, no dia 4 de agosto de 1875.

02.04.2021