Pesquisar

AS FLORES DO JARDIM DO PUBLICITÁRIO CARLITO MAIA

O publicitário Carlito Maia (Carlos Maia de Souza, 1924-2002) nasceu na cidade de Lavras, região do Campo das Vertentes, estado de Minas Gerais e “veio ao mundo a passeio, não em viagem de negócios”. Mudou-se para a cidade de São Paulo no início dos anos 1930 e se tornou um dos mais conhecidos publicitários do país. Foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores, em 1980, e autor dos slogans "Lula-lá", "OPTei" e “Sem medo de ser feliz”. Segundo seu depoimento, foi "moleque, lavador de xícaras de café, rebelde, office-boy, contestador, reservista de 2ª categoria do Exército, antifascista, sargento da FAB, boêmio, despachante policial, picareta, corretor de seguros, “clochard”, ajudante de despachante aduaneiro, “bon vivant”, tradutor público juramentado..." Em 1954, ingressou na Escola de Propaganda do Museu de Arte Moderna. Trabalhou nas agências McCann-Erickson, Atlas, Norton, Alcântara Machado, Magaldi, Maia & Prosperi, P. A. Nascimento, Estúdio 13, Esquire e, finalmente, na Rede Globo, onde permaneceu por mais de 20 anos. Em 1978, foi eleito o "Publicitário do Ano". Entre suas máximas, figuram: “Uma vida não é nada. Com coragem, pode ser muito”, “Brasil? Fraude explica” e “Nós não precisamos de muitas coisas, só uns dos outros”. São dele também as expressões “Tremendão”, “Ternurinha”, “Jovem Guarda” e “É uma brasa, mora!”, esta usada pela primeira vez como título de um show do cantor e compositor, Roberto Carlos. Carlito Maia notabilizou-se por enviar flores para uma infinidade de estreias de espetáculos teatrais, lançamentos de livros e vernissages. Recebi o meu primeiro “buquê” de flores, belíssimo e inesquecível, no ano de 1987, quando do lançamento do livro de poesias “A Morte e o Corpo”, e o segundo e último, em 1989, quando do lançamento do volume I da “Antologia Poética de Pinheiros”, que circulou durante dez anos e foi destaque na história da Scortecci Editora. Na minha máxima de que a vida é um poema sem fim, até hoje figura uma de suas saborosas "deixas": “Evite acidentes, faça tudo de propósito.” Assim seja!

29.08.2021