PEDIDOS DE MORTE

O escritor Franz Kafka (1883-1924) autor dos livros “A Metamorfose”, “O Processo” e “O Castelo” pediu - antes de morrer - ao jornalista e escritor Max Brod (1884-1968) que queimasse seus cadernos. Deixou-lhe, uma mensagem: "Querido Max. Meu último desejo: tudo o que escrevi é para ser queimado, sem ler." Max Brod - teimoso e curioso - desobedeceu e não queimou nada. Para Dora Diamant (1898-1952), sua amante, Kafka pediu a mesma coisa: “Queime tudo!” Dora não o fez. Guardou alguns escritos e 36 de suas cartas para ela. Em 1933, o material acabou confiscado pela Gestapo, de Hitler. Moral da história: Antes de morrer - se for mesmo um pedido de morte - queime-se você mesmo!

09.06.2021