Pesquisar

LEIS DA POESIA E SUAS PERCEPÇÕES

No ano de 2010 recebi de presente do amigo e editor Milton Assumpção, Diretor-Presidente da M. Books, um exemplar do livro “As 22 Consagradas Leis de Propaganda e Marketing” do Michael Newman. A obra - recomendadíssima - foi base na preparação do seminário de nome “Como vender serviços gráficos e fidelizar clientes” que preparei para profissionais do mercado gráfico. Vez por outra recebo convite para uma nova “reapresentação” do trabalho, o que me obriga a revisar o arquivo. Faço poucas alterações: incluo casos novos e troco algumas imagens. Detalhes, apenas isso. As 22 “Consagradas” Leis de Propaganda e Marketing continuam pertinentes e oportunas. Um amigo e grande publicitário - já falecido - dizia sempre: “Marketing é uma enganação útil e necessária.” Foi piada “e de boas risadas” durante muito tempo. Depois da sua prematura morte, um “mantra” nas minhas resoluções de vida empresarial. Ambos cultivávamos a Lei do Marketing da Singularidade: “Em cada situação, apenas um único movimento produz resultados substanciais”. No resto - discordávamos - sempre. Nossa amizade era um exercício de provocações! Estou agora finalizando a releitura do capítulo 4, que trata da Lei do Marketing da Percepção: “O marketing nunca será uma batalha de produtos, e sim de percepções” ou “A poesia nunca será uma batalha de palavras, e sim de percepções.” A poesia não dorme, adormece! 

18.04.2021