Liev Tolstói, o Leão

Eu e o Google. Digitei “Liev” e ele me “entregou” Live: show, sarau, programa, emissão ou qualquer outro evento do mesmo gênero gravado ao vivo e transmitido remotamente, on-line. E o Tolstói? O russo danado de escrever sem-fim, autor de “Guerra e Paz”? Fechei o navegador e digitei novamente: Liev. O danado - desta vez - entregou Liev Tolstói, o Leão (1828-1910). Não li “Guerra e Paz”. A obra não faz parte - ainda - da lista de livros do meu “ler antes de morrer”.  Romance histórico escrito por Tolstói e publicado - aos goles - entre 1865 e 1869, no “Russkii Vestnik”, um periódico famoso da época. O livro narra a história da Rússia à época de Napoleão Bonaparte e as guerras napoleônicas. O primeiro rascunho de "Guerra e Paz" foi concluído em 1863. Um terço de todo o trabalho já havia sido publicado no “Russkii Vestnik” com o título "1805". Não satisfeito com o final Tolstói reescreveu a obra (entre 1866 e 1869) e a publicou sob o título definitivo de "Guerra e Paz". A obra em russo tem 1.225 páginas e está dividida em quatro livros (quinze partes) e dois epílogos - um narrativo e o outro temático. Antes de publicar o post - cearense desconfiado – abri pela terceira vez o buscador e digitei “Liev”. Ele entregou: Isaac Liev Schreiber - ator, diretor, roteirista e produtor norte-americano. Adoro sacanagem!

09.09.2020