Duke (John Wayne)

Duke dos trejeitos. Quando criança “praticava” todos eles. Um em especial: ajustar e afivelar o cinto de couro do revólver. Fazia isso - sempre - antes de “pistolar” seus inimigos do velho oeste. Era um aviso involuntário: agora vai voar bala! O que você quer de presente de Natal? Revólver e cartucheira do John Wayne. E muita espoleta estrela! De novo? Sim. Pede outro presente. Não. Quer ganhar meia? Não. Meia é castigo! E lenço? Pior. E uma boa sova? Não. O seu quarto parece um paiol de pólvora de tanta espoleta, chilena, rojão e rasga lata. Arsenal de guerra? Quer explodir tudo? Talvez. O que você disse? Nada. E se o meu quarto explodir? Você morre! Posso então fazer o meu último desejo? Diga. Quero revólver e cartucheira do John Wayne. Última vez? Você jura? Juro. Duke (John Wayne) morreu em 1979, no dia 11 de junho. Foi na infância o meu cowboy e até hoje é o responsável pela guarda da casa das armas.

11.06.2020