Mario Capelo Gaivota

Hoje às 7h45 perdemos o queridíssimo Mario Capelo. Eu o amava. Foi o tio “maluco” mais lúcido da minha vida. Admirava suas ideias, invenções, maluquices, acrobacias e aventuras. Foi em vida o melhor amigo do meu Pai Luiz Gonzaga. Juntos eram imbatíveis! Para quem não o conheceu em vida diria que era uma mistura perigosa de Christopher Lloyd, Indiana Jones e o professor Pardal. Quem me conhece com o coração (Caetano Veloso: De perto, ninguém é normal) sabe do respeito e carinho que tenho pelos criativos, os doidos de pedra, os malucos do céu, os agitados do mar, hiperativos e tripolares do universo. Deus sabe que o mundo é deles! Mestre Capelo agora nas acrobacias de Fernão Capelo Gaivota.