Esmolas para Belarmino

Pedir esmolas no Brasil já foi crime. Isso eu não sabia. Fazia parte das contravenções penais e pena de 15 dias a três meses de detenção. Deixou de ser crime em 2009. Esmola significa dádiva caridosa feita aos pobres. Conforme a religião tem lá sua “justificativa” para a prática de atos óbolos. Por ser voluntário - dá quem quer e pode - vale o que manda o coração. O tal dízimo (décima parte de algo, paga voluntariamente) enquadra-se no óbolo em questão. Até ai nada contra. Pago lanches, café com pão, pasteis e até almoço para quem me pede. Hoje lendo sobre Galileu Galilei dei de cara com um tal de São Belarmino, jesuíta italiano e cardeal católico, canonizado em 1930. Belarmino era fã das esmolas (recebidas, claro) e pregava cinco vantagens para quem praticasse óbolos: satisfação por pecados cometidos, méritos para a vida eterna, perdão dos pecados, confiança em Deus e inspiração dos pobres a rezarem por seus benfeitores. Inquisidor cara de pau. Foi Belarmino que, no ano de 1616, por ordem de Paulo V, notificou Galileu sobre um vindouro decreto condenando a doutrina de Nicolau Copérnico de que a terra se movia e que o sol era imóvel. Ou seria a terra um cubo copernicamente plano?