Desígnio é uma Palavra Bonita

Desígnio é uma palavra bonita e seu significado mais ainda. Significa: intenção de fazer algo nobre, importante, marcante e inesquecível. Intuito do desígnio! É o máximo. Trocando em miúdos: sujeito de bem com a vida, inteligente, lúcido, capaz, seguro de si e bem intencionado com uma missão impar, nobre, de grande impacto social e cultural, iluminado e escolhido por deus. Hoje foi assim: acordei com um “intuito do desígnio” no corpo deste mundo e no coração poeta. Febre corona? Não. Coceira na cabeça? Não. Vontade de lamber o chão? Também não. Explica, então. O que significa na prática “buscar” o intuito do desígnio? Doença da alma ou paranoia aguda? Já sei! Piração com o “fique em casa”. Acertei? Não sei, já disse. Fala então desgraçado! Solta a matraca. Desembucha o imbróglio. Eu digo e repito: intuito do desígnio é delirante depressivo. Coisa de paralelepípedo. Toma um chá e dorme. Amanhã vê se acorda lúcido e equilibrado. Você tá maluco. Alguma sugestão de cabeça? Sim. Troca.