Benjamim Costallat

Benjamim Costallat (Benjamim Delgado de Carvalho Costallat) nasceu no Rio de Janeiro em 1897. Foi jornalista, escritor e editor. Estreou na imprensa aos 21 anos de idade, com a coluna de crítica musical Da letra F n.2, publicada no jornal O Imparcial. Foi colaborador fixo dos jornais Gazeta de Notícias, Jornal do Brasil e Revista PAN. Influenciado por João do Rio, escrevia crônicas sobre o submundo do Rio de Janeiro. Ficou conhecido pela sua série Mistérios do Rio. Seu livro A Luz Vermelha foi censurado e recolhido das livrarias, considerado pornográfico e contrário aos valores morais da família brasileira. Na revista PAN, ano II, 1936, número 10, escreveu: A sinceridade dos homens foi sempre duvidosa. A do próprio Adão já deixava muito a desejar. E a Eva nem se fala!